Pontualmente no dia e horas marcados o iOS 11 estava disponível para ser baixado. Os servidores da Apple estavam cheios de acesso sofrendo alguma lentidão. O tempo estimado para terminar o download variava bastante mas por fim o sistema foi baixado e a instalação concluída! Ufa, a espera terminou!

Depois de instalado, o que eu mais queria ver era a central de controle. Poder ligar e desligar o 4G por ali era algo que eu esperava há muito tempo. E o “dark mode”? Eu acho super legal deixar o fundo escuro e as letras claras… mas nem tudo foi assim tão legal.

iOS-11

Realmente a central de controle é sensacional. Além de beleza tem funcionalidade e ainda é personalizável. As funções são bem intuitivas, como citei anteriormente – repito o detalhe pois essa função para mim é muito legal – o 4G pode ser desligado e ligado com facilidade (essa realmente é um diferencial do novo sistema). E o recurso de gravação de tela? Tão simples de usar e ao mesmo tempo super útil.

A Siri também ficou menos robotizada e pareceu mais esperta… parece que ficou melhor, mas uma coisa que ela poderia fazer é não depender tanto da internet. Desempenhar funções básicas do aparelho não precisaria da internet, certo? Dizer que horas são, programar um despertador ou lembrete, abrir um jogo, tocar uma música, fazer uma chamada telefônica, etc. Quem sabe o iOS 12 venha com isso…

iPad

A função “dark mode” na verdade não é uma função propriamente dita. Ela é na verdade uma inversão inteligente de cores que, na prática, torna o fundo escuro e as letras claras. Para mim essa forma é menos cansativa do que a original (fundo claro e letras escuras). Ela muda o que estamos acostumados a ver. Pena que alguns aplicativos não estejam preparados para esse recurso. Fotos por exemplo, abrem com penumbra e fantasmas. Não fica legal. Em contra partida, funções nativas da maçã abrem e ficam bem legais nesse modo. É uma questão de gosto.

Outra coisa bastante interessante é a possibilidade de desinstalar aplicativos. Você pode desinstalar ou apagar. Optando por desinstalar, o ícone do app ainda fica no seu aparelho porém é liberado espaço de armazenamento. Os dados desse app ainda se mantém na memória para um dia, se você baixar novamente, tudo ser mantido como antes da desinstalação. Se a escolha for apagar, o aplicativo sumirá junto com todas as informações e com isso, se for baixado novamente um dia, irá funcionar como se nunca tivesse sido instalado no seu dispositivo.

E a bateria? Bem, essa vou dizer num outro post.

Bem, essas foram as primeiras impressões que tivemos nas primeiros dias de liberação do sistema.

Deixe o seu recado com a sua impressão. Vamos aproveitar esse canal para trocar ideias e informações!

Share This