Você está usando o iOS 11? Percebeu que a bateria está diminuindo mais rápido? Entenda o motivo e veja o que pode ser feito para melhorar isso

Você está usando o iOS 11? Percebeu que a bateria está diminuindo mais rápido? Entenda o motivo e veja o que pode ser feito para melhorar isso

O iOS 11 está aí disponível para todos desde o dia 19/09. Você já atualizou o seu dispositivo? Tem Applewatch? Não tem? Bem, veja abaixo o que está acontecendo com o uso da bateria:

Até o iOS 10, ao desligar o uso de dados, wi-fi ou Bluetooth eles realmente eram desligados do seu dispositivo. Certo? Sim! Tem todo sentido… ao desligar, realmente eles passarem ao modo “off”. Porém, desse modo, alguns dispositivos ficam sem se comunicar com o iPhone e com isso não permanecem sincronizados.

Agora, com o novo sistema, a central de controle possui a facilidade de ligar e desligar os serviços de comunicação (3G/4G, wi-fi e Bluetooth). Certo? Não muito. Na verdade ao desligar você está apenas desconectando e não desligando na totalidade. Isso é para que o seu iPhone continue sincronizado com vários outros dispositivos. Veja abaixo com quais:

  • Apple Watch;
  • AirPlay;
  • Apple Pencil;
  • Serviços de Localização;
  • Recursos de Continuidade como Handoff e Instant Hotspot;
  • AirDrop;
  • Instant Hotspot.

Para desligar por completo, vá em:

Ajustes – Wi-Fi e desligue no botão on/off da função Wi-Fi;

Ajustes – Bluetooth e desligue no botão on/off da função Bluetooth;

Ajustes – Celular e desligue no botão on/off da função Dados Celulares.

Por esse motivo, a bateria tem terminado mais rapidamente nesse novo iOS. Experimente desligar por completo para ver se surte alguma melhora. Deixe o seu recado e a sua informação.

Como carregar seu celular sem rede elétrica em 3 passos simples

Como carregar seu celular sem rede elétrica em 3 passos simples

Se você estiver diante de um desastre natural, como o furacão Irma, que já matou pelo menos 25 pessoas no Caribe e segue agora rumo à Flórida, ou mesmo de uma inundação ou terremoto, é provável que em algum momento você fique sem luz.

Na Flórida, por onde o Irma deve causar estragos neste domingo, mais de 1,4 milhão de casas já estão sem acesso a uma rede elétrica.

Mas isso não acontece apenas em situações de vida ou morte. Imagine que sua bateria acabe enquanto você estiver acampando em um local isolado.

Qualquer que seja o caso, estes três passos vão ajudá-lo.

Do que você precisa?

Para carregar seu celular sem ter de plugá-lo à tomada, você vai precisar de: um adaptador USB para carros, o cabo do seu próprio telefone, uma pilha de 9 volts e um clipe de metal.

O que você vai fazer é conduzir a eletricidade da bateria até o telefone.

Você vai transportar partículas eletricamente carregadas usando um meio de transmissão, ou seja, um condutor elétrico, que, neste caso, será um clipe metálico. O objetivo é formar um pequeno campo elétrico artesanal – de baixa intensidade – que pelo menos lhe permitirá fazer chamadas de emergência ou enviar mensagens.

Passo 1: abrir o clipe metálico e enroscá-lo em um dos polos da bateria

As baterias ou pilhas contêm dois polos. Um deles tem um sinal positivo e o outro, negativo. Ao conectar esses dois polos, os elétrons fluem do polo negativo ao positivo. Para gerar esse campo, usa-se um objeto metálico porque os metais são bons condutores de eletricidade.

Os metais permitem o fluxo de elétrons de um ponto a outro. Neste caso, você deve abrir o clipe metálico e enroscá-lo no polo negativo da pilha.

Como indica a imagem, uma extremidade do clipe fica na parte de cima e a outra aponta para o lado de fora.

Passo 2: Colocar o adaptador para carros no polo positivo da bateria

O passo seguinte consiste em colocar o adaptador USB para carros no outro polo. A partir daí, o campo elétrico é gerado.

Passo 3: Empurrar o clipe em direção à parte metálica que está encostada no adaptador

O último passo é fazer com que os dois metais entrem em contato – o clipe com a parte metálica do adaptador. Dessa forma, será possível fazer fluir os elétrons e gerar eletricidade.

Concluída essa etapa, só falta plugar o cabo USB no celular, igual a quando você o carrega em um computador.

Todas as pilhas ou baterias contêm eletrólitos e outras substâncias químicas que reagem entre si, fazendo com que comecem a se mover freneticamente e gerem energia. Em outras palavras: a energia química é transformada em energia elétrica.

Sem isso, não conseguiríamos armazenar energia em pequenos dispositivos capazes de salvar nossa vida quando não temos acesso à eletricidade.

Tal método caseiro para carregar o celular não é o único. Basta navegar na internet para descobrir várias ideias parecidas – outras nem tanto – que funcionam com o mesmo princípio.

Fonte: BBC

Posso ou não deixar o smartphone carregando durante a noite inteira?

Posso ou não deixar o smartphone carregando durante a noite inteira?

Recentemente muitos outros sites e blogs de tecnologia (inclusive esse) documentaram que não era aconselhável deixar carregando o smartphone durante a noite inteira e principalmente em todas. Esse período é muito bom. Não estamos utilizando o aparelho pois estamos dormindo. Complementando isso, ao amanhecer, ele estará pronto para o uso durante o dia todo ou grande parte dele.

Os primeiros artigos informavam que não era bom deixar carregando pois isso afetaria a vida útil da bateria. Porém, dias depois, outro artigo saiu e esse faz mais sentido: ele diz que pode sim deixar carregando (fonte: Blog do iPhone) pois o que classifica ou não um gasto desnecessário da bateria ou um malefício é a quantidade de ciclos (cargas completas de 100%).

Portanto, pode voltar a carregar o seu aparelho enquanto você dorme. Isso vai te ajudar a melhorar a experiência com seu smartphone e facilitar a sua vida no dia seguinte.

Pesquisadores apresentam protótipo para celular sem bateria

Pesquisadores apresentam protótipo para celular sem bateria

Pesquisadores dos Estados Unidos apresentaram um protótipo de um telefone celular sem bateria, usando tecnologia que eles esperam que eventualmente venha a ser integrada no dia a dia dos consumidores.

O telefone é o trabalho de um grupo de pesquisadores da Universidade de Washington, em Seattle, e funciona coletando pequenas quantidades de energia a partir de sinais de rádio, conhecidos como radiofrequência ou ondas de RF.

“As ondas de RF ambiente estão ao nosso redor, então, por exemplo, sua estação FM transmite ondas de rádio, suas estações AM fazem isso, suas estações de TV, suas torres de celular. Todos estão transmitindo ondas de RF”, disse o membro da equipe Vamsi Talla à Reuters.

O telefone é um primeiro protótipo e sua operação é básica –à primeira vista, parece pouco mais do que uma placa de circuito com algumas partes anexadas e o usuário deve usar fones de ouvido e pressionar um botão para alternar entre falar e ouvir.

Mas os pesquisadores dizem que há planos para desenvolver protótipos adicionais, com uma tela de baixa potência para mensagens de texto e até mesmo uma câmera básica. Eles também planejam uma versão do telefone sem bateria que usa uma minúscula célula solar para fornecer energia.

Os pesquisadores planejam lançar um produto em oito a nove meses, embora não tenham dado mais detalhes.

Fonte: Reuters
[Dica]: Como melhorar a vida útil da bateria dos smartphones e tablets

[Dica]: Como melhorar a vida útil da bateria dos smartphones e tablets

Tome cuidado pois alguns hábitos comuns no nosso dia a dia ajudam a reduzir a vida útil das baterias. Vejam quais são:

  1. Carregar todas as noites

Uma coisa que pode causar pânico nas pessoas é não ter bateria durante o dia, principalmente de manhã. Como fazer para ouvir música indo para o trabalho? E o facebook, será que alguém comentou ou curtiu aquela minha foto?

Por isso, temos o hábito de deixar carregando o aparelho enquanto dormimos, já que não vamos mesmo utilizar o aparelho nesse período.

O recomendado é fazermos várias cargas curtas ao invés de poucas longas. Como nas baterias modernas não têm mais o efeito memória (veja o artigo Bateria), podemos então aplicar várias cargas pequenas. Isso não vai mais causar problema.

2. Configuração da luz de fundo

Um dos grandes vilões do consumo da bateria é a tela. Ela, quando está ligada (óbvio), demanda um grande consumo da bateria.

Existe um recurso que é escurecer o brilho da tela. Em ambientes escuros não precisamos de tanto brilho para conseguir ter uma boa experiência. O brilho intenso da tela é necessário em ambientes mais claros. Em muitos modelos de smartphones existe a possibilidade de deixar esse ajuste automático, porém sempre esteja atento que, dependendo de onde você estiver, diminua o brilho para poupar a bateria.

3. Carregador falsificado

Muitos de nós sabemos que carregadores originais infelizmente são caros e estes dependem de muito empenho do dono para não estragar rápido. Muitas pessoas recorrem a objetos falsos ou não especificados para aquele modelo de aparelho. As vezes, no dia a dia, usamos a fonte de um aparelho Android num cabo da Apple. Isso pode danificar muito a sua bateria.

Opte sempre por equipamentos originais até para sua segurança.

4. Carregar no computador

Exatamente a ação de carregar no computador não é problema. Conectamos o aparelho na entrada USB. Algumas delas têm capacidade de carga diferente (maior e menor capacidade de corrente de saída). Isso também é um causador de problemas para a bateria. Sem falar do fato do aparelho se aquecer.

O aquecimento é um grande vilão. A exposição do aparelho ao sol causa alterações químicas na bateria. Isso pode causar uma redução da vida útil.

5. Descarregar completamente a bateria

Não deixe a bateria descarregar por completo. Ela partir do zero não gera bons resultados internos para a nossa amiga. Os aparelhos desligam quando atingem apenas 5% de carga, embora para nós, olhando na porcentagem de carga, indique 0%.

6. Aplicativos que roubam carga

Alguns aplicativos buscam constantemente atualizações e informações. Dependendo da configuração, um app de e-mail pode ficar buscando novas mensagens o tempo todo. Até o próprio Whatsapp que parece que fica ali quietinho, é um grande consumidor. E o app de Tempo? Esse também é culpado.

Portanto, configure-os conforme o seu gosto, porém não se esqueça da bateria.

7. Usar enquanto carrega

Carregar e usar o aparelho pode causar aquecimento. Como citei acima, calor e bateria não é uma boa união. Deixe o aparelho em repouso enquanto carrega.

Apple dá dicas de como aumentar a duração e a vida útil da bateria dos seus dispositivos

Apple dá dicas de como aumentar a duração e a vida útil da bateria dos seus dispositivos

Apple criou uma página para auxiliar os seus clientes no que diz respeito ao uso da bateria. Sabemos que esse elemento é fundamental ao funcionamento do iPhoneiPadWatch, entre outros dispositivos da maçã.
As dicas são:

  • Evite temperatura extremas;
  • Remova a capa antes de carregar;
  • Se guardar o dispositivo porr muito tempo, deixe a carga pela metade.

Para iPhone, iPad e iPod touch:

  • Mantenha o software sempre atualizado;
  • Otimize as configurações;
  • Ative o modo de pouca energia;
  • Veja as informações sobre uso da bateria;
  • Conecte o computador a tomada e ligue para carregar o seu dispositivo.

Dicas para Apple Watch:

  • Mantenha o software sempre atualizado;
  • Acerte os ajustes;
  • Veja as informações sobre uso da bateria;
  • Conecte o computador a tomada e ligue para carregar o seu Apple Watch.

Dicas para iPod shuffle, iPod nano e iPod classic:

  • Mantenha o software sempre atualizado;
  • Otimize as configurações;
  • Conecte o computador a tomada e ligue para carregar o seu iPod.

Dicas para MacBook Air e MacBook Pro:

  • Mantenha o software sempre atualizado;
  • Otimize as configurações;
  • Conecte o computador a tomada e ligue para carregar outros dispositivos.

Para ter acesso aos detalhes de todas as dicas informadas acima, clique aqui.