AV-TEST constata que Kaspersky Safe Kids é a melhor proteção para crianças contra perigos online

AV-TEST constata que Kaspersky Safe Kids é a melhor proteção para crianças contra perigos online

 

Além do bloqueio de conteúdos inadequados e ferramentas antibullying, o teste mostrou que o Kaspersky Safe Kids foi a única solução testada e certificada capaz de proteger as crianças de grooming (sedução online)

 

Conforme as crianças passam mais tempo online, muitos pais têm dificuldades para evitar que sejam expostas a um grande número de perigos e ciberameaças, uma vez que elas podem visualizar conteúdo inadequado, serem vítimas de ciberbullying ou compartilharem dados particulares involuntariamente. Para se ter uma ideia, mais de metade das crianças entre seis e nove anos de idade usa a internet todos os dias e cerca de 28% dos pais brasileiros acham que não conseguem controlar o que os pequenos acessam online.

Com sistemas operacionais que fornecem apenas ferramentas de proteção básicas, é fundamental que os responsáveis reforcem a segurança para protegerem seus filhos das ameaças online, que estão sempre em constante evolução. Com o intuito de ajudar os pais a tomar as medidas certas em relação à segurança das crianças na internet, a AV-TEST, empresa de testes independentes de software, avaliou diferentes soluções criadas especificamente para proteger as crianças enquanto estão online e concedeu três certificados APPROVED ao Kaspersky Safe Kids.

Em reconhecimento ao seu desempenho como uma das melhores soluções de proteção para crianças do mercado, o Kaspersky Safe Kids recebeu esses certificados para uso em três dos principais sistemas operacionais: Windows, iOS e Android. O endosso foi concedido depois que a AV-TEST avaliou 11 ferramentas de controle para pais executadas no Windows 10 e no MacOS, além de 11 aplicativos de controle para pais para Android, iOS e Fire OS.

Foram avaliados também o desempenho das soluções de segurança para crianças e ferramentas internas dos sistemas operacionais em relação ao fornecimento de filtros e configurações para manter os jovens usuários protegidos. Foram incluídos nos testes: proteção contra ciberbullying, controle de acesso a conteúdo adulto, administração da transferência de dados privados, restrição do tempo de uso dos dispositivos, proteção contra armadilhas financeiras e contra grooming (aliciamento online de crianças), além de proteção de privacidade.

A versão para desktop do Kaspersky Safe Kids foi mais eficiente que os concorrentes, uma vez que as ferramentas existentes nos sistemas operacionais impedem apenas que as crianças acessem pornografia e não limitam acesso às outras categorias avaliadas. O bloqueio não se limita ao óbvio e inclui jogos, o que faz com que o Kasperskyk Safe Kids seja capaz de impedir o acesso indevido que são, muitas vezes, negligenciados. Estão inclusos conteúdos relacionados à troca de dados e ao compartilhamento de arquivos ilegais, além de sites que apresentam armas, munição e conteúdo violento.

O teste descobriu que o produto da Kaspersky Lab, juntamente com a versão para desktop, não apenas bloqueia mais links de conteúdo proibido, mas também protege as crianças de mais ameaças à segurança que as ferramentas internas dos sistemas operacionais. Isso inclui o controle de transferência de dados privados e a proteção contra armadilhas financeiras. O teste também mostrou que a versão para desktop do Kaspersky Safe Kids foi a única solução testada e certificada capaz de proteger as crianças do grooming (sedução online) – o que é de extrema importância para os pais, considerando que bastam apenas 45 minutos para criminosos atraírem uma crianças pela internet, segundo pesquisas.

“Estamos muito satisfeitos em receber o reconhecimento da AV-TEST para o Kaspersky Safe Kids, pois isso fortalece nosso compromisso em manter as crianças protegidas de ameaças e situações perigosas que elas possam enfrentar enquanto estão online. As avaliações independentes são muito importantes para demonstrar em quais produtos do setor de segurança os consumidores podem confiar”, afirma Timur Biyachuev, vice-presidente de pesquisa de ameaças da Kaspersky Lab.

Mais detalhes sobre o teste de soluções de controle para pais, realizado pela AV-TEST, estão disponíveis em:

 

Fonte: Assessoria de imprensa

 

 

Review do monitor Samsung GHG90 de 49 polegadas: espaço não falta e isso é ótimo

Review do monitor Samsung GHG90 de 49 polegadas: espaço não falta e isso é ótimo

Autor: Rene Ribeiro ¦ Fonte: Olhar Digital

Usar dois ou três monitores é comum em alguns tipo de atividades, como corretoras de ações ou a equipe de desenvolvimento de softwares. E a Samsung pensou em uma solução não tão convencional para um monitor e, por isso mesmo, ficou muito interessante.

Por que não fazer um monitor de vídeo com a largura de três monitores? E assim foi concebido o modelo CHG90, um monitor ultrawide de 49 polegadas. Primeiro é preciso explicar que as 49 polegadas não tem a proporção de uma TV, que, geralmente, é de 16:9. Imagine três monitores de 24 polegadas um ao lado do outro.

Para continuar lendo o que esse monitor tem de legal, clique aqui.

 

11 hábitos de segurança que todo mundo deveria ter

11 hábitos de segurança que todo mundo deveria ter

 

ESET revela os procedimentos de segurança cibernética mais importantes para incorporar à rotina

 

São cada vez mais comuns notícias de golpes em redes sociais ou vazamentos de dados. Pensando nisso, para garantir a segurança cibernética da população, a ESET, empresa líder em detecção proativa de ameaças, reuniu um guia com informações úteis que ajudam os usuários a cuidarem de suas informações e de seus contatos, enquanto navegam na Internet.

“A ESET considera que a incorporação de hábitos de segurança permite ao usuário aproveitar melhor a tecnologia e evitar dores de cabeça. É por isso que desenvolvemos uma lista com algumas dicas que todo usuário deve considerar como uma meta para sua vida digital”, diz Camilo Gutierrez, chefe do Laboratório de Pesquisa da ESET América Latina.

 

01. Relate qualquer tipo de abuso visto nas redes sociais

 

Muitas vezes, as redes sociais são o cenário de crimes virtuais. É importante fazer a reclamação, seja de grooming, assédio ou outros tipos de casos. O Facebook, por exemplo, oferece um guia para relatar um evento inadequado, o que inclui casos como perfil falso, conteúdo ofensivo, crimes de natureza sexual, entre outros.

 

02. Não compartilhe notícias e concursos de reputação duvidosa

 

Notícias falsas são um problema, já que muitas dessas mensagens apelam para o emocional e rapidamente se tornam virais. No caso de concursos, é importante verificar os termos e condições, quem é o organizador e se é facilmente identificável, se há uma data para a cerimônia de premiação e confirmar que há outros participantes.

 

03. Se você está ciente de um ataque ou golpe, compartilhe informações nas redes sociais

 

Ao receber fraudes pelo e-mail ou redes sociais, divulgue o remetente e notifique os seus contatos. Você pode também fazer um post nas redes sociais para que os usuários sejam alertados e não caiam na armadilha.

 

04. Revise quais permissões são concedidas aos aplicativos associados aos perfis

 

Em 2018, o episódio do Facebook e da Cambridge Analytica colocou em evidência a falta de responsabilidade e conscientização sobre o valor das informações pessoais. Na época, a rede social cedeu dados coletados por meio de um aplicativo terceiro à empresa de análise de dados. Os usuários concediam essa permissão de fornecimento de dados ao concordar com os termos de uso, sem perceber. Tendo isso em vista, a ESET publicou um algumas ficas de como saber que tipo de informação é compartilhada com empresas e desenvolvedores de aplicativos por meio de permissões.

 

05. Configure a privacidade de contas ou perfis

 

A troca excessiva de informações digitais pode ter consequências, principalmente nas redes sociais. É por isso que a ESET recomenda limitar o acesso ao que outras pessoas podem ver. Algumas maneiras de fazer isso é por meio de revisões das permissões concedidas com certa regularidade e configurando cuidadosamente as opções de privacidade disponíveis em cada uma das redes sociais usadas.

 

06. Não marque terceiros sem o seu consentimento

 

Antes de marcar um amigo, conhecido ou contato, é importante consultá-lo ou analisar se ele gostaria ou estaria interessado em estar vinculado a essa imagem ou vídeo. Muitos usuários não querem ser expostos. Mesmo quando não é uma imagem pessoal ou um evento, mas o uso de uma tag em uma imagem ou promoção engraçada, é importante consultar o colega.

 

07. Não compartilhe ou envie arquivos antes de verificar se eles são seguros

 

Anexos em e-mails e links em redes sociais ou serviços de mensagens podem conter malwares e outras ameaças. É por isso que é importante, antes de encaminhar qualquer arquivo, confirmar que vem de uma fonte confiável.

 

08. Atualize senhas

 

Mudar a chave de acesso das contas periodicamente pode evitar complicações ainda maiores. Para ajudar a lembrar várias senhas diferentes, uma dica é usar um gerenciador de senhas. Com essa ferramenta, é possível armazenar o nome de usuário e a senha de cada plataforma e atualizar as informações sempre que uma alteração é feita.

 

09. Ative o duplo fator de autenticação

 

Ative o duplo fator de autenticação em cada um dos serviços em que for possível, como no caso do Gmail, Facebook, Instagram, Twitter ou outras plataformas. É uma camada de segurança adicional que ajuda a impedir o acesso aos serviços sem consentimento.

 

10. Atualize os dispositivos

 

Muitos ataques são causados ​​pela exploração de vulnerabilidades que foram corrigidas nas atualizações. No famoso caso do ransomware WannaCry, os cibercrimisos se aproveitaram de uma vulnerabilidade em computadores que usavam o Windows. A fabricante do sistema operacional, a Microsoft, lançou meses antes  do ransomware vir à tona um patch para reparar a falha do sistema, no entanto, muitos usuários não o atualizaram, o que ajudou a causar um dos maiores problemas de segurança da história, que trouxe danos aos usuários e empresas globalmente. Para evitar esse tipo de problema é fundamental manter os equipamentos com as atualizações mais recentes.

 

11. Faça backup de informações importantes regularmente

 

Nunca sabemos quando podemos ser vítima de malware ou um problema que afeta nosso equipamento, até mesmo, um possível furto do computador ou telefone. Por isso, é importante ter um backup de informações, como fotos, vídeos, arquivos ou outro material.

Para mais informações, visite o portal de notícias da ESET, chamado WeLiveSecurity clicando aqui.

Fonte: Assessoria de imprensa

 

 

ESET alerta sobre links falsos que prometem brindes da Tilibra circulando pelo WhatsApp

ESET alerta sobre links falsos que prometem brindes da Tilibra circulando pelo WhatsApp

A ESET, empresa líder na detecção proativa de ameaças, alerta sobre o surgimento de um golpe que engana os usuários por meio de engenharia social, método que induz o usuário a clicar em um link que pode ser malicioso. Os criminosos utilizaram o nome da empresa Tilibra, se passando por uma promoção que daria agendas personalizadas da Capricho a quem clicasse no link, distribuído pelo WhatsApp.

Neste caso, o golpe se passava por uma promoção verdadeira que está sendo realizada pela loja virtual da Capricho, no contexto de volta às aulas. Como outras campanhas descobertas pelo Laboratório de Pesquisa da ESET na América Latina, as vítimas acessaram o golpe por uma mensagem encaminhada via WhatsApp.

 

alerta

 

Na maioria dos casos, o remetente será um contato conhecido, que está inconscientemente espalhando o golpe após também ter sido vítima. Ao clicar no link, o usuário é redirecionado para um site, que se passa pelo verdadeiro.

Ao acessar esse endereço, a vítima encontra uma pesquisa e, uma vez concluída, aparece uma mensagem que a incentiva a compartilhar o golpe com cinco pessoas para ganhar a agenda,  gerando a viralização.

“Qualquer usuário pode cair nesse tipo de armadilha se a isca certa for usada. Por esse motivo, é essencial estar sempre atento às notícias sobre o tema e ter informações sobre como evitar esse tipo de golpe. Somente assim o usuário terá dúvidas em relação à veracidade de tais fraudes. Neste sentido, seja em computadores ou dispositivos móveis, as soluções de segurança terão um papel fundamental, uma vez que, por meio de seus módulos de detecção, gerarão alertas de segurança nos casos em que o usuário não tenha reparado na direção do link para o qual seria direcionado”, explica Camilo Gutierrez, chefe do Laboratório da ESET América Latina.

O número de golpes que se espalham por meio do WhatsApp continua crescendo. A ESET já alertou sobre inúmeras campanhas que afetam diferentes marcas conhecidas: de companhias aéreas a restaurantes de fast food, seus nomes foram utilizados em fraudes em grande escala, com vítimas em diferentes países e iscas em diversos idiomas.

Para mais informações relacionadas, visite o We Live Security, o portal de notícias de segurança da informação da ESET: https://www.welivesecurity.com/br/

Fonte: Assessoria de imprensa

 

Mitsubishi Electric abre inscrições para treinamentos gratuitos

Mitsubishi Electric abre inscrições para treinamentos gratuitos

 

Cursos de curta duração têm como foco trazer conhecimento em produtos de automação industrial

 

A Mitsubishi Electric, uma das principais companhias de automação industrial do mundo, abre as inscrições para seu programa de treinamentos (ProTrain), que visa capacitar profissionais com as principais soluções do portfólio da companhia japonesa. Ao todo, são mais de 20 turmas presenciais, ministradas no período de um a dois dias e que abordam uma solução por vez.

Os treinamentos acontecem na sede da companhia em Barueri/SP e incluem temas como a utilização básica de CLPs, inversores, robôs e softwares.

Os interessados podem obter mais informações e conferir a programação completa nesse link para realizar as inscrições (sujeitas à disponibilidade de vagas).


Agenda – programa de treinamentos ProTrain 2018 – 1º semestre:

 

Data Treinamento
28/01/2019-29/01/2019 Treinamento GX Works3
30/01/2019 Treinamento de Programação Básico GOT
31/01/2019 Treinamento de Programação Básico Inversor
04/02/2019-05/02/2019 GOT Avançado
06/02/2019-07/02/2019 Inversor Avançado
11/02/2019-13/02/2019 Robô Básico
18/02/2019-19/02/2019 Treinamento GX Works 3
20/02/2019 Treinamento de Programação Básico GOT
21/02/2019 Treinamento de Programação Básico Inversor
11/03/2019-12/03/2019 Treinamento GX Works3
13/03/2019 Treinamento de Programação Básico GOT
14/03/2019 Treinamento de Programação Básico Inversor
25/03/2019-26/03/2019 GOT Avançado
27/03/2019-28/03/2019 Inversor Avançado
08/04/2019-09/04/2019 Treinamento GX Works3
10/04/2019 Treinamento de Programação Básico GOT
11/04/2019 Treinamento de Programação Básico Inversor
15/04/2019-17/04/2019 Robô Básico
06/05/2019-07/05/2019 Treinamento GX Works 3
08/05/2019 Treinamento de Programação Básico GOT
09/05/2019 Treinamento de Programação Básico Inversor
20/05/2019-21/05/2019 GOT Avançado
22/05/2019-23/05/2019 Inversor Avançado
03/06/2019-04/06/2019 Treinamento GX Works3
05/06/2019 Treinamento de Programação Básico GOT
06/06/2019 Treinamento de Programação Básico Inversor
17/06/2019-19/06/2019 Robô básico

 

 

O que você precisa saber antes de voar um drone

O que você precisa saber antes de voar um drone

 

Ao comprar ou ganhar um drone, é dado o primeiro passo para um mundo novo – sem limites, com novas perspectivas e um novo conceito de liberdade. Os drones possibilitam criar fotografias áreas incríveis e inspiradoras e, ainda, são divertidos para voar como hobby. Embora possa parecer um difícil no começo, pilotar um drone é uma das melhores experiências que você pode ter – e fazê-lo com segurança é bem melhor. Por isso, a DJI separou algumas dicas para ter a melhor a experiência seja a melhor possível.

 

1.Cadastre-se

Todas as operações de aeronaves remotamente pilotadas (RPAs/DRONES) – sejam elas de uso recreativo, corporativo, comercial ou experimental – devem seguir as regras da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA). Antes de mais nada, o primeiro passo para quem quer pilotar um drone é o cadastro do equipamento na página web do SISANT da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil e o identificar com o número de registro, que tem a validade de 24 meses. Além disso, para pilotar fora de áreas adequadas é necessário cadastrar o drone  no SARPAS do DECEA – Departamento de Controle do Espaço Aéreo.

 

Drone

2. Onde praticar voo?

O próximo passo é estudar o espaço em que se pretende voar o drone. Em um novo local, sempre é necessário observar o terreno ao redor. Isso é feito para que não haja surpresas na decolagem e quando estiver no ar. Certifique-se sempre de verificar onde estão os aeroportos e heliportos locais – por razões de segurança, não se pode voar perto deles. Como a popularização dessas aeronaves é um fenômeno recente, aeroportos no mundo ainda tentam se adaptar. A DJI possui a tecnologia Geofencing, que impede a entrada em “No Fly zones”. Além disso, a empresa desenvolveu um sistema de Identificação Remota, chamado AeroScope, que fornece informações sobre localização e número de série para drones DJI para autoridades policiais, de segurança nacional e de segurança da aviação. O AeroScope foi implantado em aeroportos, estádios, grandes espaços públicas em todo o mundo.

 

Drone

Descubra regras e regulamentos de voo locais para ajudar a voar com tranquilidade. Para maior segurança, mantenha seu drone no modo GPS enquanto estiver voando.

Além disso, antes de cada voo, preste atenção ao terreno e prepare-se para diferentes condições climáticas: vento, chuva e temperatura podem afetar significativamente o desempenho do voo. É um bom plano adiar o voo se parecer que a chuva pode estar no horizonte. Não só a água da chuva pode afetar equipamentos eletrônicos, mas também pode prejudicar a visibilidade e os sinais de transmissão. Assim como a chuva, o vento e a temperatura também podem afetar o voo, incluindo quanto tempo de bateria ainda resta.

 

Drone

 

3. Você conhece bem o seu drone?

É importante pegar alguns minutos do dia para se familiarizar com o drone. Aprender sobre os controles, configurações e descobrir informações importantes sobre o desempenho da bateria. Além disso, é muito importante pesquisar sobre regras de tráfego aéreo na área em que o usuário pretende voar.

Mesmo quem nunca pilotou um drone antes, pode se tornar um mestre em um curto período de tempo praticando. Muitos modelos possuem modos iniciantes e simuladores que permitem o costume com os controles e voe de maneira segura, sem colocar o equipamento ou qualquer outra pessoa em perigo.

Os drones da DJI, por exemplo, oferecem um simulador que conecta o controle ao seu telefone ou tablet e um modo iniciante que restringe a altitude e a velocidade do drone. Esses dois modos oferecem uma grande oportunidade para os pilotos novatos construírem sua confiança antes de embarcarem em um voo completo.

 

4. Saiba as funções do seu controle

Muitos drones usam um layout de controle padrão, consistindo de bastões de controle e botões. Enquanto a aparência pode diferir em forma e tamanho, as funções fundamentais são as mesmas. Normalmente, o layout do controle é bastante intuitivo e fácil de operar. Só não se esqueça de lembrar qual lado do drone é a frente, para que você possa lembrar qual é o caminho para frente e para trás.

 

5. Lista de verificação pré-voo

Já familiarizado com o drone, seus controles e sabendo o local ideal para voá-lo, verifique todos os itens abaixo antes de colocá-lo aos céus:

•    A condição física do drone. Procure por sinais de desgaste ou rachaduras nas hélices;
•    Regras e regulamentos para a área em que planeja voar;
•    Verifique se as baterias estão carregadas e possuem energia para o voo;
•    Se o controlador e drone estão conectados corretamente;
•    Preste atenção às condições meteorológicas;
•    Veja se a área em torno do seu drone para determinar se é claro para decolar e pousar;
•    As configurações da  câmera. Ser capaz de ver o que o drone vê faz para um voo mais seguro;
•    Certifique-se de que há um cartão de memória no drone se você planeja tirar fotos ou gravar vídeos;
•    Anuncie a alguém próximo ao drone que você está prestes a decolar;
•    Monitore as configurações do drone enquanto voa.

Uma vez que você está confortável com os controles e como o seu drone opera, lembre-se que a prática leva à perfeição! Prepare-se para se divertir e ser criativo. Há um mundo totalmente novo esperando por você.

Fonte: Assessoria de Imprensa