Ouça as últimas notícias pelo Google Assistente

Ouça as últimas notícias pelo Google Assistente

Kids

 

O Google anunciou recentemente a chegada de uma nova função que permite ouvir as principais notícias do dia pelo Google Assistente.

“Notícias nos acompanham em vários momentos do nosso dia, seja assistindo a um noticiário ou lendo um artigo de jornal. Para ajudar você a estar sempre informado em qualquer situação e ficar por dentro do que está acontecendo a qualquer hora do dia, você agora também pode ouvir as principais notícias do dia pelo Google Assistente”, publicou o Google.

A novidade, criada em parceria com a CBN, Estadão, Jovem Pan, Litoral FM, O Globo, Rádio Globo, Veja e Terra, está disponível a partir de hoje em celulares com sistema operacional Android e iOS.

Basta dizer “Ok, Google, ouvir as últimas notícias” para o Google Assistente e você poderá ouvir as principais notícias do dia no seu celular. Você pode, ainda pedir notícias de uma fonte específica entre os veículos parceiros, como “Ok, Google, ouvir as últimas notícias do [Veículo]”.

No Brasil, desde que o Google lançou o novo Google Notícias em maio deste ano, o país já é um dos cinco países com mais usuários diários ativos. O Brasil também é o terceiro país mais ativo no Google Assistente para smartphone.

Além disso, segundo a empresa, o português brasileiro o segundo idioma mais usado no Assistente em smartphones.

 

google assistente noticias - Ouça as últimas notícias pelo Google Assistente

 

Google Arts & Culture incorpora passeios virtuais pela cultura afro-brasileira

Google Arts & Culture incorpora passeios virtuais pela cultura afro-brasileira

Kids

 

Google Arts & Culture anunciou a disponibilidade do material disponível do Museu Afro Brasil (MAB), localizado no Pavilhão Padre Manoel da Nóbrega, no parque de São Paulo, o Ibirapuera.

O espaço, de 11 mil m², conta com um acervo com mais de 6 mil obras produzidas entre o século XVIII e os dias de hoje. Sua chegada ao Google Arts & Culture celebra o dia da Consciência Negra (20) e permite mergulhar no acervo sobre cultura afro-brasileira.

 

O Maracatu e o Guerreiro de Alagoas: festividades afro-brasileiras

 

As exposições traçam um panorama histórico do Maracatu, criação negra pernambucana e uma das mais coloridas festividades carnavalescas do país, e do Auto dos Guerreiros, uma representação teatral popular ao ar livre oriunda do Estado de Alagoas.

Além de conhecer mais o contexto histórico, os amantes de história e moda podem conhecer mais sobre a influência negra nesse segmento por meio do projeto We Wear Culture, que mostra as histórias por trás do que vestimos.

O trabalho reúne mais de 450 itens digitalizados das mostras do Maracatu, das Irmãs da Boa Morte e dos Panos e Tapas.

O Google Arts & Culture ainda permite que o público confira exposições que não estão mais disponíveis no MAB. Confira:

 

Espíritos da África – os Reis Africanos

 

A exposição “Espírito da África – os Reis Africanos”, do fotógrafo austríaco Alfred Weidinger, traz retratos de reis e chefes contemporâneos de diversas partes do continente africano. As fotografias foram capturadas nos anos de 2012 e 2013.

 

Arte, Adorno, Design e Tecnologia no Tempo da Escravidão

 

A exposição, mostra o grande repertório de tecnologia trazido pelos povos africanos desde os primórdios da colonização brasileira. Africanos escravizados e seus descendentes foram os principais responsáveis pela realização de trabalhos que estão na base da sociedade brasileira tal como ela é hoje. Prensas, joias e moinhos fazem parte do acervo da mostra.

 

Música, cultura e resistência

 

Filha de militar de alta patente e de uma mulher escravizada alforriada, Francisca Edwiges Neves Gonzaga nasceu no Rio de Janeiro, em 17 de outubro de 1847. Desde muito cedo, a vocação para a música se manifestou, e, aos 11 anos, Chiquinha Gonzaga escreveu a primeira peça para uma festa de Natal. Sua paixão pela música e o seu protagonismo na história nacional estão na exposição Abram alas para Chiquinha Gonzaga: nasce uma pioneira.

Além da luta pelo sonho na música, a mostra traz a visão da “Maestrina Abolicionista”. A determinação e a coragem de Chiquinha a fizeram participar das grandes lutas sociais do seu tempo, das quais a principal era em prol da abolição da escravatura. A artista chegou a vender partituras de porta em porta para angariar fundos para a causa.

 

Na rua e para a rua: o nascimento do Frevo

 

Essa exposição do Paço do Frevo, em Recife, mostra mais sobre o ritmo e, em uma de suas seções, a influência da cultura negra na sua origem. Os capoeiras, negros escravizados, eram figuras obrigatórias à frente do conjunto das bandas – responsáveis pela origem do frevo como música -, gingando e piruetando.

Eram conhecidos por seus passos complicados e assobios agudos. Da capoeira, o frevo herdou a dança acrobática, transformada ao longo dos anos em diferentes tipos de passos.

Além dessas exposições, o Google Arts & Culture torna milhões de artefatos e obras, compartilhados por mais de 1500 museus, arquivos e instituições culturais parceiras, disponíveis para o mundo explorar inteiramente online e de graça.

O objetivo é a democratização da cultura, permitindo o acesso da população a todos os tipos de exposições, sejam elas nacionais ou internacionais.

 

 

O polêmico app do Google que permite que pais monitorem filhos em tempo real

O polêmico app do Google que permite que pais monitorem filhos em tempo real

BBC

 

Discussões sobre hiperconectividade, a idade certa para se ter um celular ou a segurança de crianças na internet não são exatamente uma novidade. Já há no mercado, inclusive, diversas ferramentas de controle parental no uso da tecnologia.

Mas, agora, um dos gigantes da internet resolveu entrar neste nicho e criou um aplicativo que tem dado o que falar.

O Google acaba de lançar, para “quase todos os países do mundo”, inclusive o Brasil, o Family Link – que, no ano passado, já havia sido disponibilizado nos Estados Unidos.

O aplicativo, para sistemas Android e iOS, permite ter um controle quase total do que as crianças fazem no celular, de ferramentas instaladas no aparelho aos horários em que ele é usado e até mesmo sua localização.

 

4 dicas de segurança para proteger sua vida online

Mudança no Chrome incentiva empresas a priorizarem segurança

5 dicas para você aprender a aumentar a segurança do celular

 

 

Estes atributos, porém, têm colocado a questão: o controle prometido é excessivo?

 

Ajuda para ‘encontrar um equilíbrio’

 

O Family Link gera “dados de atividade que mostram quanto tempo seus filhos passam nos aplicativos favoritos”.

Assim, os pais podem aprovar ou bloquear instalações ou ainda adicionar diretamente aplicativos que considerem adequados.

 

polêmico

 

“Você decide o tempo adequado (de uso) para seus filhos”, afirma ainda a empresa.

O objetivo é ajudar as crianças “a encontrar um equilíbrio” – por exemplo, estabelecendo um horário para ir dormir e desligar o celular. Afinal, cientistas vêm apontando que o uso demasiado do dispositivo pode afetar a criatividade e a habilidade interpessoal.

“Cada vez que seja necessário um descanso”, é possível bloquear o uso do aparelho de maneira remota, promete o aplicativo.

 

Onde estão e o que buscam

 

Mas, talvez, a ferramenta mais polêmica do produto seja a que permite monitorar a localização da criança e o conteúdo de suas buscas na internet – através do acesso ao histórico de navegação.

“É útil saber onde seus filhos estão, onde quer que estejam. O Family Link pode ajudar a localizá-los, contanto que eles carreguem seus aparelhos com eles”, explica o Google.

Os pais também podem, remotamente e em tempo real, bloquear e desbloquear as páginas que as crianças podem ver.

Isto foi alvo de críticas por aqueles que consideraram uma forma de vigilância excessiva.

 

polêmico

 

Outros apontaram o limite de 13 anos de idade para este tipo de controle.

“Aos 13 anos, a criança ‘formada’, como o Google a chama, se liberta das restrições. Obtém as chaves do reino da internet e tudo de bom e ruim que vem com ela”, escreveu o correspondente de tecnologia do jornal americano The New York Times, Brian X Chen.

“Isso é terrível porque, à primeira vista, o Family Link tem tudo para ganhar. É gratuito, bem projetado e cheio de recursos úteis para regular o uso do smartphone”, explica o jornalista.

“No entanto, quase todos esses benefícios são prejudicados pela decisão do Google de permitir que as crianças removam as restrições no momento em que se tornam adolescentes”, acrescenta Chen.

O Google, no entanto, insiste que a responsabilidade no uso da internet pelas crianças é uma tarefa compartilhada com os pais.

“Queremos que as crianças explorem e se inspirem enquanto embarcam em sua própria aventura digital. No entanto, cada família pensa de forma diferente sobre o que seus filhos devem ou não fazer no celular”, disse a companhia em um comunicado.

BBC

 

Celulares e crianças: recomendações

 

Independentemente da sua escolha sobre aderir ou não às ferramentas de controle parental, veja abaixo outros conselhos que vão ao encontro deste objetivo:

 

  • Navegar juntos: Compartilhe momentos online com seu filho e converse com ele sobre o uso da tecnologia.
  • Filtros de conteúdo: Tenha em conta que eles são úteis, mas não bloqueiam todo o conteúdo perigoso.
  • Tempo equilibrado: Controle o tempo que se passa na internet e evite a dependência nas telas.
  • Cuidado com a privacidade: Mantenha uma relação de confiança com seus filhos.

 

 

Google Duo: veja o que faz esse app e o que ele tem de bom

Google Duo: veja o que faz esse app e o que ele tem de bom

O Google lançou um aplicativo pra lá de bom.

Disponível para Android e iOS, o app Google Duo serve para realizar chamadas de áudio ou vídeo. Ele sincroniza com os seus contatos e realiza chamadas com uma qualidade impressionante.

O Tecnologia Fácil SA realizou testes. A qualidade da chamada é tão boa que causou até dúvida se realmente estava saindo somente pela rede de dados. Parecia uma chamada de voz entregue por uma operadora. Na prática, ele funciona de forma similar a chamada de voz do Whatsapp, porém com uma qualidade melhor.

google logo.gif.CROP .promo mediumlarge 300x214 - Google Duo: veja o que faz esse app e o que ele tem de bomE o que você gasta com esse app? Somente o seu pacote de dados (se estiver usando o 3G / 4G) ou nada se estiver conectado numa rede WI-FI.

Veja abaixo quais são as informações disponíveis na loja do Google sobre esse aplicativo:

Interface simples
Ligue para seus contatos com apenas um toque, em uma interface simples com vídeo.

Knock Knock
Veja quem está ligando antes de atender com a visualização ao vivo do Duo.

Vídeo de alta qualidade
Faça videochamadas de forma mais rápida e confiável, com Wi-Fi ou em qualquer lugar.

Multiplataforma
Faça videochamadas para seus amigos no Android e no iOS com um único app simples.

Chamadas de áudio
Faça chamadas de áudio para seus amigos quando você não puder fazer uma videochamada.

 



 

Pré requisitos

  • Android 4.1 ou superior;
  • iOS 9.0 ou superior.

Compatível

  • iPhone;
  • iPad;
  • iPod touch;
  • Demais modelos de smartphones que usam sistema Android.

 

Google Duo - Google Duo: veja o que faz esse app e o que ele tem de bom

 

Mudança no Chrome incentiva empresas a priorizarem segurança

Mudança no Chrome incentiva empresas a priorizarem segurança

Chrome

 

A partir da versão do Chrome 68, os sites que não migraram para o HTTPs serão marcados como ‘não seguros’ na barra de endereço que fica no topo da página.

E, como 60% do tráfego da internet passa pelo navegador do Google, a segurança precisará ser vista como prioridade pelos donos de sites, sejam pessoas físicas ou jurídicas.

 


Leia também:

Google Play lança loja de audiolivros no Brasil

Google Photos lança álbuns de fotos personalizados para pets

Nova linha de segurança da Bitdefender vai impedir os ataques mais sofisticados


 

Resolver o problema é uma questão tão simples quanto adquirir um certificado SSL (que significa Protocolo de Camada de Segurança, em português) de um fornecedor confiável. Com um certificado SSL a transmissão de dados dos clientes no site e a futura proteção deles.

O motivo é que ao criptografar as informações recebidas ou enviadas, a exposição de dados, como as informações sobre os negócios e os clientes, é evitada.

Além de proteger os sites, o SSL também melhora o tempo de carregamento da página na web e permite que o canal apareça nas pesquisas do Google.

Mas, é importante alertar que para que a proteção de uma página seja completa, a segurança vai além da aquisição de um Certificado SSL.

Há outras ferramentas adicionais de criptografia, proteção à malwares e back-ups, e serviços de proteção de websites, que juntas podem proteger totalmente as páginas, e os dados destas, contra ataques direcionados, evitando prejuízos financeiros e de reputação na marca das pequenas empresas, que o ciberataque pode impactar.

“O empreendedor na era digital precisa analisar o quanto a segurança pode afetar os seus negócios, e essa mentalidade pode mudar a partir da educação em cibersegurança. Entendendo o que cada ferramenta faz para proteger os seus negócios no ambiente virtual, e priorizar esse investimento pode ser um bom começo”, diz Valeria Molina, diretora de Marketing da GoDaddy para o Brasil.

 

Google Play lança loja de audiolivros no Brasil

Google Play lança loja de audiolivros no Brasil

museu

 

O Google anunciou esta semana a chegada dos Audiolivros na loja de conteúdo digital do Google Play no Brasil.

“Logo de início, serão mais de 2500 livros que poderão ser ouvidos em smartphone Android, iOS e também na web”, disse a empresa em um comunicado para a imprensa.

 

Brasil

 

“Você pode comprar um único audiolivro a um preço acessível e sem necessidade de uma assinatura. Também é possível ouvir um trecho gratuito do livro para ter certeza de que gostou da história e também da voz do narrador”.

Para celebrar a chegada dos audiolivros no Brasil, o Google está oferecendo uma seleção – por tempo limitado – com livros por menos de R$5,00 e também uma coleção de audiolivros gratuitos.

 

Brasil