Facebook, WhatsApp, Instagram: Como saber se a pessoa te bloqueou?

Facebook, WhatsApp, Instagram: Como saber se a pessoa te bloqueou?

Facebook

 

Com alguns truques e recursos simples você fica sabendo se um contato te bloqueou nas redes sociais.

 

Atualmente usamos muitas redes sociais, e por isso nem sempre temos controle sobre todos os contatos, não é mesmo? E aí, às vezes, bate aquela curiosidade: será que a pessoa me bloqueou?! Pois saiba que tem como descobrir!  Com alguns truques e recursos simples você fica sabendo se já não é mais tão querido por alguém no Facebook, WhatsApp, Instagram ou Twitter. Confira.

 

Facebook

Para descobrir se uma pessoa te bloqueou no Facebook, experimente fazer uma busca deslogado do site. Na página inicial busque o nome da pessoa que você acredita ter te bloqueado em buscadores como o Google. Se o perfil não existir mais, nenhum resultado será exibido, caso contrário ela provavelmente bloqueou você. Para conferir e tirar a prova real, logue no Facebook e refaça a busca. Se você não achar nada, certamente está bloqueado.

 


Leia também:

– Como fazer backup do WhatsApp
– Instagram vai implementar chamadas de vídeo
– Descubra quais aplicativos têm acesso aos seus dados pessoais do Facebook

 

Outra maneira de descobrir o bloqueio no Facebook é tentando enviar mensagem. No histórico do seu bate-papo, procure a pessoa, abra a conversa antiga e tente enviar uma mensagem. Se o Facebook não deixar você mandar o recado, é outro sinal de você foi bloqueado.

Para não restar qualquer dúvida, crie uma nova conta, usando e-mail diferente do seu perfil principal, e faça a busca pela pessoa – você também pode pedir a um amigo que faça esta busca. Se encontrá-la você realmente foi bloqueado na conta original.

 

WhatsApp

Existem alguns sinais de que você pode ter sido bloqueado no WhatsApp. Observe que não verá mais as informações de visto pela última vez ou online na janela de conversa com este contato. Além disso, todas as mensagens que você enviar para um contato que te bloqueou sempre trarão um marcador (mensagem enviada) e nunca um segundo marcador (mensagem entregue).

Se quiser ter certeza, experimente convidar a pessoa em questão para algum grupo. Se uma mensagem de erro for exibida afirmando que não é possível adicionar o contato, é muito possível que você tenha sido bloqueado.

 

Instagram

Descobrir se você foi bloqueado no Instagram é muito simples. Você simplesmente não será mais capaz de ver o perfil e fotos da pessoa.

E mesmo que você faça buscas pelo perfil, será impossível achar a conta da pessoa que te bloqueou. Mesmo que você e a pessoa tenham muitos amigos em comum, nada do conteúdo dela e atualizações aparecerão para você.

 

Twitter

Também não há dificuldades para matar essa curiosidade no Twitter. Logado em sua conta, visite a página do perfil do usuário o qual você desconfia que está lhe bloqueando. Em seguida, clique no botão “Seguir”.

Se o usuário estiver lhe bloqueando, uma mensagem aparecerá na tela informando que você está bloqueado e não pode segui-lo. Se não aparecer nada e o botão “Seguir” mudar para a cor verde e a legenda “Seguindo”, você estará livre para trocar informações com esse usuário.

 

Hora da Faxina

Que tal aproveitar esse momento de “desapego” e aproveitar para limpar seu celular? Assim, você libera espaço para o novo. Literalmente.

Com o dfndr security, você pode usar as ferramentas de Limpeza. e, em um toque, você remove fotos, áudios e vídeos antigos, arquivos de lixo, restos de apps já excluídos e arquivos de cache. O app é grátis e pode garantir um celular bem mais leve e eficiente. ? Para baixar, é só clicar aqui.

 

 

Descubra quais aplicativos têm acesso aos seus dados pessoais do Facebook

Descubra quais aplicativos têm acesso aos seus dados pessoais do Facebook

Psafe

Aprenda também como remover ou escolher os dados que eles podem acessar

 

Alguns sites e aplicativos costumam pedir autorização para se conectar com o nosso Facebook. Um dos motivos é evitar o esquecimento da senha se tivéssemos que cadastrar um e-mail de acesso, por exemplo. Mas ao darmos essa autorização de conexão, automaticamente estamos permitindo que essas plataformas possam acessar e salvar todos os dados pessoais que constam no nosso perfil – nome, telefone, e-mail, cidade/estado, lista de amigos, fotos.

Segundo Emilio Simoni, Diretor do dfndr lab – laboratório de segurança digital -, essa prática coloca em risco a vida pessoal dos usuários. Os sites de testes que circulam no Facebook, por exemplo, em sua maioria, funcionam como iscas criadas por pequenas empresas que ganham dinheiro compartilhando dados pessoais com outras empresas. Na teoria, como o usuário deu autorização de acesso, ele concorda que esse compartilhamento seja feito. Mas a verdade é que poucas pessoas sabem que suas informações estão sendo vendidas e circulando pela internet.

Pensando nisso, preparamos um passo a passo para você identificar quais apps e sites podem usar suas informações de perfil do Facebook e como fazer para removê-los.

Abra o Facebook e clique nas três barrinhas. Desça a tela até as Configurações, selecione Configurações da conta > Aplicativos > Conectado com o Facebook.

 

aplicativos

 

Uma lista com todas plataformas que têm acesso aos seus dados pessoais irá aparecer. Escolha o app ou site que deseja remover, clique em Visualizar e desmarque todas as bolinhas azuis disponíveis.

 

aplicativos

 

Feito isso, desça até o final da página e selecione Remover aplicativo.

 

aplicativos

 

Mesmo removendo o acesso do app ao seu perfil, pode ser que a empresa responsável por ele ainda tenha seus dados armazenados internamente. Para remover definitivamente qualquer registro, será necessário entrar em contato com o desenvolvedor seguindo as instruções do Facebook.

 

 

4 coisas que você não deve postar no Facebook

4 coisas que você não deve postar no Facebook

Psafe

 

Confira alguns cuidados que você deve ter para garantir sua segurança nas redes sociais.

 

Hoje em dia, é possível postar no Facebook e em outras redes sociais desde fotos e vídeos, até memes, opiniões e pensamentos. Só na plataforma do Facebook, 102 milhões de brasileiros se conectam e compartilham seus momentos todos os meses¹. Mas tanta gente conectada chama a atenção de criminosos e pessoas mal-intencionadas, que podem se aproveitar de qualquer informação e vulnerabilidade para te prejudicar.

E se você adora compartilhar sobre seu dia a dia nas redes sociais, aí vai um alerta. “Publicações que parecem inofensivas, como status de relacionamento, datas de aniversários e até fotos, podem ser usadas por hackers contra o usuário, que pode sofrer diversos prejuízos, como ter seus dados roubados”, explica Emilio Simoni, Diretor do dfndr lab – laboratório de segurança digital.

Geralmente, cibercriminosos criam perfis falsos para acompanhar outros usuários, procurando alguma brecha para “atacar”. Em 2017, o dfndr security, aplicativo gratuito de segurança, bloqueou mais de 1 milhão de páginas falsas apenas no Facebook. “Além disso, os hackers costumam lançar diversas iscas nas redes sociais, como phishing e spam, que podem infectar e danificar o celular ou computador da vítimas com malwares”, completa Simoni.

 

O que você não deve postar no Facebook

 

Os especialistas de segurança do dfndr lab listaram 4 cuidados que você deve ter ao postar no Facebook ou em qualquer outra rede social:

 

1 – Não informe dados pessoais, como CPF, identidade e contas de serviços online

 

Qualquer pessoa mal-intencionada que possua os seus dados pode se passar por você, para aplicar golpes em outras pessoas. Por isso, quanto menos informações pessoais você compartilhar, mais seguro você estará.

 

2 – Evite postar fotos íntimas

 

Isso vale para envios de fotos em conversas privadas. Isso porque hackers podem ter acesso a rede de internet que você esteja logado para roubar o conteúdo e usá-lo contra você, fazendo chantagens ou vazando as imagens na internet. Para aumentar a segurança da sua navegação, você pode utilizar o dfndr vpn, por exemplo, que te deixa invisível na internet e ninguém, nem mesmo um hacker, saberá onde você está ou o que está fazendo.

 

3 – Não compartilhe sua localização, viagens e endereços residenciais



Através da sua localização, um criminoso saberá todos os locais em que você está, inclusive se você está fora de casa. Dessa forma, ele pode invadir a sua casa ou até tentar te sequestrar na rua. Também evite informar publicamente que está sozinho em casa.

 

4 – Não acredite em tudo que ver



É comum que hackers criem diversas armadilhas nas redes sociais, usando links maliciosos contendo phishing e spam, para aplicar diversos tipos de golpes. Geralmente, eles usam indevidamente nome de marcas famosas, anunciando supostas promoções ou fazendo promessas para ganhar brindes e presentes e, ao tocar no link, você pode ter seus dados roubados ou ser induzido a baixar apps infectados com vírus, por exemplo. Em caso dúvida, verifique, gratuitamente, se um link é seguro no site do dfndr lab.

 

 

Facebook encerra teste que dividiu Feed de Notícias em dois em 6 países

Facebook encerra teste que dividiu Feed de Notícias em dois em 6 países

Reuters

 

O Facebook pôs fim, na quinta-feira, a um teste que dividiu seu Feed de Notícias em dois, uma ideia que afetou a maneira como pessoas consumem notícias nos seis países onde o teste ocorreu e destacou a preocupação com o poder da rede social.

O teste criou duas listas de publicações, uma focada em fotos e atualizações de amigos e familiares e outra chamada de “Explore Feed”. O segundo feed era dedicado a material de páginas do Facebook que o usuário curtiu, como veículos de comunicação ou equipes esportivas.

A rede social decidiu encerrar o teste e manter o feed único porque as pessoas disseram à empresa em pesquisas que não gostaram da mudança, disse Adam Mosseri, chefe do Feed de Noticias do Facebook, em comunicado.

“As pessoas nos disseram que estavam menos satisfeitas com as publicações que estavam vendo e que ter dois feeds separados na verdade não os ajudava a se conectar mais com amigos e familiares”, disse Mosseri.

O teste começou em outubro e aconteceu na Bolívia, Camboja, Guatemala, Sérvia, Eslováquia e Sri Lanka e rapidamente afetou o tráfego para sites de meios de comunicação menores.

Mosseri disse que a empresa também“recebeu feedback de que tornamos mais difícil para as pessoas acessarem informações importantes e que não comunicamos o teste com clareza”.

Ele disse que o Facebook irá, em resposta, revisar a forma como testa mudanças, embora não tenha dito como.

O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, revelou outras mudanças no feed da rede social nos últimos dois meses para combater o sensacionalismo e priorizar publicações de amigos e familiares.

Facebook e Instagram passam por instabilidade

Facebook e Instagram passam por instabilidade

Por algum motivo ainda não informado, o Facebook e o Instagram estão passando por instabilidade nesse momento (noite de quinta-feira, 08/03).

O feed dos apps não estavam sendo atualizados.

Segundo o site downdetector, a quantidade de reclamações aumentou consideravelmente.

Instabilidade

A falha permaneceu por alguns minutos mas foi o suficiente para muitos usuários perceberem.

E o Facebook está de olho… fique atento!

E o Facebook está de olho… fique atento!

O Facebook constantemente anuncia mudanças na sua página. Recentemente a mídia divulgou essa mudança mas a rede social ainda não havia deixado explícita aos usuários.

Hoje, 26, o Facebook anunciou que está adicionando mais formas de usar o reconhecimento facial. Com essa função, será possível:

  • Encontrar fotos que você aparece porém não foi marcado;
  • Informar as pessoas com deficiência visual quem está na foto ou vídeo;
  • Aumentar a segurança impedindo que pessoas desconhecidas usem sua foto.

Facebook


 

Essa função é habilitada ou desabilitada conforme a vontade do usuário.

 


Facebook

Para descobrir se você está em uma foto ou vídeo, Facebook faz a comparação com uma análise da suas fotos e vídeos

Para mais detalhes, acesse esse link e veja uma apresentação que o Face fez.