Um assunto que causa bastante dúvida é referente a autonomia das baterias de celulares e tablets. São várias dúvidas e outras várias formas de proteger a bateria. Vamos lá:

Falarei sobre:

  1. Quais são os tipos de baterias existentes?
  2. Quais as diferenças entre os tipos de baterias?
  3. Quando compramos um dispositivo, é necessária uma primeira carga completa?
  4. É necessário completar 3 ciclos iniciais completos?
  5. Existe ainda efeito memória / vício da bateria?
  6. É necessário as vezes deixar a bateria zerar para carregar?
  7. Bateria tem um número limitado de ciclos?
  8. O que determina a potência da bateria e do carregador?
  9. Carregadores genéricos danificam a bateria?
  10. Aplicações nativas do aparelho consomem muita bateria?
  11. Qual o futuro das baterias e carregadores?
  12. Dicas de desempenho da bateria Apple.

= = = = = = = = / / = = = = = = = = / / = = = = = = = = / / = = = = = = = = / / = = = = = = = =

1. Quais são os tipos de baterias existentes?

Existem 3 tipos de baterias:

Níquel e Cádmio (NiCd)
Níquel Metal Hidreto (NiMH)
Íons de Lítio (Li – íon)

2. Quais as diferenças entre os tipos de baterias existentes?

As diferenças entre elas são:

  • Níquel e Cádmio (NiCd): é o uso mais raro pois é prejudicial à saúde e ainda tem o efeito memória (viciam com facilidade);
  • Níquel Metal Hidreto (NiMH): pode ser considerada a melhoria da anterior. Tem menos chance de ter efeito memória além de ser menos prejudicial à saúde. Podem ser encontradas em celulares antigos, notebooks, máquinas fotográficas digitais, entre outros dispositivos;
  • Íons de Lítio (Li – íon): hoje são as mais encontradas nos dispositivos. Não são prejudiciais a saúde e nem têm efeito memória.

3. Quando compramos um dispositivo, é necessária uma primeira carga completa?

Não existe uma regra que determine a necessidade do tempo da primeira carga. O recomendado é que seja verificado no manual do fabricante. Como atualmente os aparelhos vem com a bateria de Íons de Lítio (Li – íon), isso normalmente não é mais necessário.

Em modelos antigos de notebooks e celulares havia a necessidade de efetuar uma carga completa, por várias horas, antes de ser utilizado o dispositivo pela primeira vez. Essa cultura ainda existe como válida porém na prática isso não é mais necessário. Ela apenas tem os ciclos que já vem de fábrica pré determinados. Falaremos em seguida sobre isso.

4. É necessário completar 3 ciclos iniciais completos?

Não. Em se tratando de dispositivo moderno (lançados recentemente), não é necessário pois não existe a possibilidade de criar efeito memória nem vício. A bateria não terá mais carga durante a sua vida caso sejam feitos esses 3 ciclos. A tecnologia da Íons de Lítio não necessita disso.

5. Existe ainda efeito memória / vício da bateria?

O efeito memória é um problema que afeta os aparelhos antigos, consequentemente com baterias antigas também. Isso quer dizer que a bateria fica viciada de tanto ter sido interrompida a sua carga. Por exemplo: por várias vezes o aparelho teve o seu carregador desconectado aos 80%. Com o tempo e a repetição desse ato, a bateria “aprende” que esses 80 são 100%. Isso faz com que, sempre que chegue em 80% de carga o aparelho passe a indicar 100%. O tempo de utilização dessa bateria passa a ser menor e os eventos de carga cada vez mais repetitivos. Isso significa que, se antes você utilizava o seu aparelho durante um dia inteiro com uma carga completa, com o efeito memória esse tempo é reduzido (de 24h passa a durar 20h, depois 18h, 17h, 15h é assim por diante conforme o tempo de vida dessa bateria).

  • Níquel (NiCd e NiMH): geralmente utilizadas nas pilhas recarregáveis e sofrem efeito memória;
  • Lítio (Li-ion, íon de lítio): utilizadas nas baterias de celulares. Não sofrem efeito memória.

Muitas baterias possuem um limitador de carga. Mesmo que você deixe por muito tempo carregando, passado o tempo de carga, por segurança a bateria se desconecta do carregador e simplesmente não mais utiliza da carga. Essa prática é boa pois protege a bateria e o dispositivo.

6. É necessário as vezes deixar a bateria zerar para carregar?

Para a bateria isso não tem função / necessidade. O que determina a durabilidade e autonomia é quantidade de ciclos utilizados e o tempo de vida da bateria.

7. Bateria tem um número limitado de ciclos?

Sim. Para smartphones os fabricantes respondem que é algo em torno de 300 a 500 ciclos. Para tablet pode chegar a 1000. E como é contabilizado um ciclo? Cada ciclo é considerada a somatória de 100% de carga, ou seja, dependem de quanto de carga foi dada na bateria (20% num momento, 30% num segundo e 50% num terceiro, isso tudo contabilizou somente um ciclo). Contudo existe um desgaste natural da bateria que faz com que varie essa questão.
Como atualmente as baterias são de Íon de Lítio, não se faz mais necessário o cumprimento de ciclos completos de carga e descarga. Isso quer dizer que você pode desconectar o carregador antes mesmo do ciclo ter sido finalizado.

8. O que determina a potência da bateria e do carregador?

O que determina o tempo de duração da bateria é a forma que ela é feita, a expessura, tamanho, etc. É uma especificação numérica acompanhada da unidade mAh que encontramos nos manuais. Quanto maior for esse número, mais tempo a bateria permanece com carga. Isso quer dizer que teoricamente o celular passa mais tempo sem precisar ser carregado. Por que teoricamente? O fabricante muitas vezes precisa manter uma maior potência da bateria para suprir os recursos do aparelho. Quanto maior a tela, por exemplo, maior consumo de energia do dispositivo. Consequentemente, maior a necessidade de ter uma bateria que dure muito tempo.

Abaixo um quadro que mostra a capacidade de carga da bateria para vários modelos de smartphones:

13770382_1745632539044111_4671132494190722840_n

9. Carregadores genéricos danificam a bateria?

A bateria espera receber do carregador uma determinada quantidade de carga. Ao ser utilizado um genérico, essa quantidade pode ser diferente da especificada e com isso causar danos ao dispositivo e esquentar excessivamente a bateria a até danificá-la. O recomendado é que sejam utilizados carregadores originais ou certificados pelo fabricante.

Usar o dispositivo enquanto está sendo feita a carga é possível e até certo ponto normal. Não existe uma relação direta entre carga x utilização x problema. Pode ser percebido um aquecimento acima do normal porém se utilizado com cautela e num ambiente aberto e ventilado, não há com o que se preocupar. Já houve casos de explosão enquanto estava sendo carregado um dispositivo, mas isso é muito raro de acontecer.

10. Aplicações nativas do aparelho consomem muita bateria?

Algumas funções nativas e normais dos aparelhos podem ajudar a reduzir a capacidade da bateria. São eles: 3G / 4G, Wi-Fi, Vibra Call e Roaming. Porém são as funções de dados os grandes vilões (3G / 4G – Wi-Fi consome menos).

11. Qual o futuro das baterias e carregadores?

Existe uma tendência a criar soluções para carregamento sem fio. Isso ajudaria a resolver o problema de cada fabricante ter um tipo de carregador, um tipo de conector, etc.
Esse carregador sem fio funciona como ímãs, ou seja, é necessário encostar o aparelho numa base que, habilitando a função nos aparelhos compatíveis, inicia-se a carga por indução.

A empresa americana Energous, da região da California, promete com um produto chamado WattUP revolucionar o que conhecemos hoje referente a conexão de celular e tablets em tomadas.
A ideia deles é capturar energia de radiofrequência e transformar em energia que carregaria o dispositivo. Para maiores detalhes, clique aqui.

12. Dicas de desempenho da bateria Apple.

(Fonte: Apple.com.br)

  • Mantenha o software sempre atualizado
    Muitas vezes as atualizações de software da Apple incluem tecnologias para economizar energia.
  • Não exponha a temperaturas extremas
    Os dispositivos da Apple foram projetados para ter um bom desempenho em diferentes temperaturas. A ideal é de 16 a 22°C. Evite expor seu dispositivo a temperaturas acima de 35°C. Isso pode causar danos permanentes a capacidade da bateria e ela não carregará o dispositivo o suficiente.
  • É melhor remover a capa antes de carregar
    Carregar dispositivo dentro de alguns tipos de capa pode gerar calor excessivo, afetando a capacidade da bateria. Se o seu dispositivo esquenta enquanto estiver sendo carregando, retire a capa antes.
  • Se for guardar o dispositivo por muito tempo, deixe a carga pela metade
    – Se for guardar totalmente descarregado, a bateria poderá entrar em modo de descarga intensa, a ponto de ser impossível depois armazenar carga. Por outro lado, se ele for guardado com carga cheia por muito tempo, a bateria poderá perder parte da capacidade, reduzindo a sua duração;
    – Desligue o dispositivo para evitar o desgaste da bateria;
    – Ele deve ser colocado em um ambiente fresco e sem umidade, abaixo de 32°C;
    – Se você pretende guardar o dispositivo por mais de 6 meses, carregue em 50% a cada seis meses.
  • Dependendo de quanto tempo o dispositivo fica guardado, sua carga pode estar reduzida quando ele for usado novamente. Antes de ligar, é preciso carregar por 20 minutos com carregador original.
  • A bateria de íon de lítio Apple carrega rapidamente até chegar a 80% da sua capacidade e então muda para carga lenta. O tempo necessário para atingir esses 80% iniciais varia de acordo com os seus ajustes e com o dispositivo sendo carregado. Esse produto combinado não só permite que você volte logo a usar o dispositivo, mas aumenta a vida útil da bateria.
Share This