Panasonic diz que aumentará produção de fábrica de baterias para atender demandas da Tesla

Panasonic diz que aumentará produção de fábrica de baterias para atender demandas da Tesla

A Panasonic disse que a produção da fábrica de baterias de 5 bilhões de dólares, que opera em parceria com a montadora de veículos elétricos Tesla, pode aumentar em breve, uma vez que as causas que limitaram a produção foram compreendidas.

A Panasonic, maior fabricante de baterias de íons de lítio do mundo, produz as células de bateria que a Tesla utiliza para montar as baterias de seus carros.

A Tesla, no início deste mês, culpou os gargalos industriais por limitarem a produção trimestral de seu sedã popular Model 3 a 260 veículos, em vez de atingir sua meta de 1.500 unidades.

O presidente-executivo da Panasonic, Kazuhiro Tsuga, disse em um relatório de resultados que os atrasos na automação da linha de produção da bateria fizeram com que alguns estágios tivessem que ser concluídos manualmente.

“Este processo (para baterias) será em breve automatizado, e então o número de veículos a serem produzidos aumentará bruscamente”, disse Tsuga.

Os comentários foram feitos quando a Panasonic afirmou nesta terça-feira que a demanda automotiva ajudou o lucro operacional de julho a setembro a subir 6 por cento, superando as estimativas dos analistas. A empresa manteve sua previsão de lucro de 335 bilhões de ienes (2,96 bilhões de dólares) para o ano fiscal que termina em março ($1 = 113.3000 ienes).

Fonte: Reuters

Você está usando o iOS 11? Percebeu que a bateria está diminuindo mais rápido? Entenda o motivo e veja o que pode ser feito para melhorar isso

Você está usando o iOS 11? Percebeu que a bateria está diminuindo mais rápido? Entenda o motivo e veja o que pode ser feito para melhorar isso

O iOS 11 está aí disponível para todos desde o dia 19/09. Você já atualizou o seu dispositivo? Tem Applewatch? Não tem? Bem, veja abaixo o que está acontecendo com o uso da bateria:

Até o iOS 10, ao desligar o uso de dados, wi-fi ou Bluetooth eles realmente eram desligados do seu dispositivo. Certo? Sim! Tem todo sentido… ao desligar, realmente eles passarem ao modo “off”. Porém, desse modo, alguns dispositivos ficam sem se comunicar com o iPhone e com isso não permanecem sincronizados.

Agora, com o novo sistema, a central de controle possui a facilidade de ligar e desligar os serviços de comunicação (3G/4G, wi-fi e Bluetooth). Certo? Não muito. Na verdade ao desligar você está apenas desconectando e não desligando na totalidade. Isso é para que o seu iPhone continue sincronizado com vários outros dispositivos. Veja abaixo com quais:

  • Apple Watch;
  • AirPlay;
  • Apple Pencil;
  • Serviços de Localização;
  • Recursos de Continuidade como Handoff e Instant Hotspot;
  • AirDrop;
  • Instant Hotspot.

Para desligar por completo, vá em:

Ajustes – Wi-Fi e desligue no botão on/off da função Wi-Fi;

Ajustes – Bluetooth e desligue no botão on/off da função Bluetooth;

Ajustes – Celular e desligue no botão on/off da função Dados Celulares.

Por esse motivo, a bateria tem terminado mais rapidamente nesse novo iOS. Experimente desligar por completo para ver se surte alguma melhora. Deixe o seu recado e a sua informação.

Como carregar seu celular sem rede elétrica em 3 passos simples

Como carregar seu celular sem rede elétrica em 3 passos simples

Se você estiver diante de um desastre natural, como o furacão Irma, que já matou pelo menos 25 pessoas no Caribe e segue agora rumo à Flórida, ou mesmo de uma inundação ou terremoto, é provável que em algum momento você fique sem luz.

Na Flórida, por onde o Irma deve causar estragos neste domingo, mais de 1,4 milhão de casas já estão sem acesso a uma rede elétrica.

Mas isso não acontece apenas em situações de vida ou morte. Imagine que sua bateria acabe enquanto você estiver acampando em um local isolado.

Qualquer que seja o caso, estes três passos vão ajudá-lo.

Do que você precisa?

Para carregar seu celular sem ter de plugá-lo à tomada, você vai precisar de: um adaptador USB para carros, o cabo do seu próprio telefone, uma pilha de 9 volts e um clipe de metal.

O que você vai fazer é conduzir a eletricidade da bateria até o telefone.

Você vai transportar partículas eletricamente carregadas usando um meio de transmissão, ou seja, um condutor elétrico, que, neste caso, será um clipe metálico. O objetivo é formar um pequeno campo elétrico artesanal – de baixa intensidade – que pelo menos lhe permitirá fazer chamadas de emergência ou enviar mensagens.

Passo 1: abrir o clipe metálico e enroscá-lo em um dos polos da bateria

As baterias ou pilhas contêm dois polos. Um deles tem um sinal positivo e o outro, negativo. Ao conectar esses dois polos, os elétrons fluem do polo negativo ao positivo. Para gerar esse campo, usa-se um objeto metálico porque os metais são bons condutores de eletricidade.

Os metais permitem o fluxo de elétrons de um ponto a outro. Neste caso, você deve abrir o clipe metálico e enroscá-lo no polo negativo da pilha.

Como indica a imagem, uma extremidade do clipe fica na parte de cima e a outra aponta para o lado de fora.

Passo 2: Colocar o adaptador para carros no polo positivo da bateria

O passo seguinte consiste em colocar o adaptador USB para carros no outro polo. A partir daí, o campo elétrico é gerado.

Passo 3: Empurrar o clipe em direção à parte metálica que está encostada no adaptador

O último passo é fazer com que os dois metais entrem em contato – o clipe com a parte metálica do adaptador. Dessa forma, será possível fazer fluir os elétrons e gerar eletricidade.

Concluída essa etapa, só falta plugar o cabo USB no celular, igual a quando você o carrega em um computador.

Todas as pilhas ou baterias contêm eletrólitos e outras substâncias químicas que reagem entre si, fazendo com que comecem a se mover freneticamente e gerem energia. Em outras palavras: a energia química é transformada em energia elétrica.

Sem isso, não conseguiríamos armazenar energia em pequenos dispositivos capazes de salvar nossa vida quando não temos acesso à eletricidade.

Tal método caseiro para carregar o celular não é o único. Basta navegar na internet para descobrir várias ideias parecidas – outras nem tanto – que funcionam com o mesmo princípio.

Fonte: BBC

Posso ou não deixar o smartphone carregando durante a noite inteira?

Posso ou não deixar o smartphone carregando durante a noite inteira?

Recentemente muitos outros sites e blogs de tecnologia (inclusive esse) documentaram que não era aconselhável deixar carregando o smartphone durante a noite inteira e principalmente em todas. Esse período é muito bom. Não estamos utilizando o aparelho pois estamos dormindo. Complementando isso, ao amanhecer, ele estará pronto para o uso durante o dia todo ou grande parte dele.

Os primeiros artigos informavam que não era bom deixar carregando pois isso afetaria a vida útil da bateria. Porém, dias depois, outro artigo saiu e esse faz mais sentido: ele diz que pode sim deixar carregando (fonte: Blog do iPhone) pois o que classifica ou não um gasto desnecessário da bateria ou um malefício é a quantidade de ciclos (cargas completas de 100%).

Portanto, pode voltar a carregar o seu aparelho enquanto você dorme. Isso vai te ajudar a melhorar a experiência com seu smartphone e facilitar a sua vida no dia seguinte.

Pesquisadores apresentam protótipo para celular sem bateria

Pesquisadores apresentam protótipo para celular sem bateria

Pesquisadores dos Estados Unidos apresentaram um protótipo de um telefone celular sem bateria, usando tecnologia que eles esperam que eventualmente venha a ser integrada no dia a dia dos consumidores.

O telefone é o trabalho de um grupo de pesquisadores da Universidade de Washington, em Seattle, e funciona coletando pequenas quantidades de energia a partir de sinais de rádio, conhecidos como radiofrequência ou ondas de RF.

“As ondas de RF ambiente estão ao nosso redor, então, por exemplo, sua estação FM transmite ondas de rádio, suas estações AM fazem isso, suas estações de TV, suas torres de celular. Todos estão transmitindo ondas de RF”, disse o membro da equipe Vamsi Talla à Reuters.

O telefone é um primeiro protótipo e sua operação é básica –à primeira vista, parece pouco mais do que uma placa de circuito com algumas partes anexadas e o usuário deve usar fones de ouvido e pressionar um botão para alternar entre falar e ouvir.

Mas os pesquisadores dizem que há planos para desenvolver protótipos adicionais, com uma tela de baixa potência para mensagens de texto e até mesmo uma câmera básica. Eles também planejam uma versão do telefone sem bateria que usa uma minúscula célula solar para fornecer energia.

Os pesquisadores planejam lançar um produto em oito a nove meses, embora não tenham dado mais detalhes.

Fonte: Reuters