Base de telefonia móvel cai 3,97% em setembro sobre um ano antes

Base de telefonia móvel cai 3,97% em setembro sobre um ano antes

O país teve redução de 3,97 por cento nas linhas móveis em operação em setembro ante o mesmo período de 2016, para 241 milhões, afirmou nesta sexta-feira a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Na comparação com agosto, o setor mostrou retração de 0,46%, o que representa 1,1 milhão de linhas a menos.

Entre agosto e setembro, as linhas móveis pós-pagas cresceram 1,24%, enquanto as pré-pagas caíram 1,35%. Em um ano, o pós-pago registrou alta de 10,64%, enquanto o pré-pago teve declínio de 10,38%.

Segundo a Anatel, todos os estados apresentaram queda no número absoluto de linhas móveis na comparação anual, principalmente na Bahia e no Rio de Janeiro.

Fonte: Reuters

Você sabe a diferença (no seu bolso) de um número de telefone que começa com 0800 e 4003?

Você sabe a diferença (no seu bolso) de um número de telefone que começa com 0800 e 4003?

Atualmente muitas empresas se utilizam de números de telefone para se comunicar com seus clientes. Muitos desses são os famosos 0800 e outros 4003. Qual a diferença de cada um no seu bolso?

A diferença está justamente na cobrança de cada um na sua conta de telefone. Vamos as diferenças na prática:

Todo número que começa com 0800 você não paga a conta. A cobrança será feita para onde você está ligando (para a empresa por exemplo);

Todo número que começa com 4003 tem a sua conta “dividida” com você. O cliente paga uma parte da conta e a empresa uma outra. Geralmente esse número tem cobertura nacional, ou seja, ele funciona em todo Brasil (principalmente em grandes centros urbanos e capitais). Por isso ele é também chamado de número único pois não necessita de código DDD para que a ligação seja completada.

Os números são formados conforme abaixo:

0800012 3456

4003-1234

Geralmente o que as empresas fazem para reduzir custos?

Elas fornecem aos clientes 2 números: um 4003 para capitais e grandes cidades e um 0800 para lugares mais distantes dos grandes centros urbanos. Dessa forma, o custo para a empresa diminui e você ajuda a manter os serviços operacionais.

Você acha isso justo? Deixe o seu comentário!

Telefonia fixa amplia base em 70.546 linhas em julho ante junho; TIM tem alta de 30,3%

Telefonia fixa amplia base em 70.546 linhas em julho ante junho; TIM tem alta de 30,3%

O segmento de telefonia fixa no Brasil ganhou em julho 70.546 novas linhas na comparação com junho, tendo a TIM como destaque entre as prestadoras do serviço, com crescimento de 30,3 por cento, informou nesta terça-feira a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Segundo o órgão regulador do setor, havia 41.271.708 linhas fixas em operação ao final de julho, sendo 17.080.343 para as autorizadas e 24.191.365 para as concessionárias.

Anatel destacou, contudo, que a tendência é de queda nesta modalidade de serviço e atribuiu o aumento observado em julho a problemas de contabilização em meses anteriores por parte da Intelig.

Entre as autorizadas, a TIM liderou, com 164.086 novas linhas fixas em julho. Na outra ponta, a Telefônica Brasil foi a que registrou a maior queda mensal, com redução de 2.098 linhas.

Na comparação com julho do ano passado, a TIM adicionou 96.548 novas linhas. A Claro teve queda de 469.825 linhas, enquanto a Oi encolheu a base em 744.904 acessos e a Telefônica Brasil registrou redução de 354.106 linhas, afirmou a Anatel.

Fonte: Reuters